SOCIAL

Governo de Goiás abre inscrições para o Aluguel Social em Porangatu
Fotos: Octacílio Queiroz

Governo de Goiás abre inscrições para o Aluguel Social em Porangatu

por Marcelo Toler publicado 2022/06/08 15:18:00 GMT-3, Última modificação 2022-09-19T14:09:57-03:00
Interessados devem se apressar, já que as inscrições são analisadas por ordem de inserção no sistema da Agehab.

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), abre inscrições do programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social para mais quatro cidades: Porangatu, Caldas Novas, Morrinhos e Quirinópolis. Elas se somam ao grupo de municípios atendidos pelo programa, que agora chegam a 53 no total. As inscrições devem ser realizadas pelo site www.agehab.go.gov.br, no qual também será possível também apresentar a documentação exigida, no caso de candidatos aprovados.

Interessados devem se apressar, já que as inscrições são analisadas por ordem de inserção no sistema da Agehab. A quantidade de benefícios por município especificada por edital é calculada com base em levantamento do Instituto Mauro Borges (IMB). Em Caldas Novas, por exemplo, está prevista inicialmente a entrega de 600 cartões do programa. Já em Morrinhos e Porangatu serão entregues 270 cartões em cada uma e em Quirinópolis serão 300 famílias agraciadas a princípio.

No site da Agehab, os interessados também podem acessar o edital e conferir se atendem aos requisitos do programa. Alguns são essenciais, como possuir o CadÚnico, ter mais de 18 anos ou ser emancipado, estar em situação de vulnerabilidade social e morar há mais de três anos no município. O presidente da Agehab, Pedro Sales, reforça o empenho do Governo de Goiás na expansão do programa, que garante um suporte para as famílias honrarem com o pagamento de uma despesa tão importante.

Sales lembra que o lar é a garantia da segurança de toda a família. “É onde as crianças se desenvolvem, lugar de descanso depois da jornada de trabalho e também o local em que cuidamos dos nossos idosos. Aumentar o número de famílias atendidas pelo benefício é prova da sensibilidade do governador Ronaldo Caiado, que tem como missão cuidar dos goianos”, reflete. Para ele, o Governo Estadual está dando condições para que as famílias possam arcar integral ou parcialmente com aluguel e, com isso, podem melhorar a vida financeira.

O presidente da Agehab lembra ainda de relatos de pessoas que, com o auxílio, procuraram casas melhores para viver. “Outros, com o dinheiro que economizaram, estão melhorando a alimentação dos filhos. Há ainda aqueles que estão guardando o dinheiro ou se capacitando para melhorar a renda. É muito gratificante saber que estamos chegando às famílias que realmente precisam e ajudando a melhorar suas vidas”, completa.

Inscrição

Além da atenção aos requisitos para participar do Aluguel Social, também é preciso estar atento ao preenchimento dos dados no momento da inscrição, para que informações erradas não inviabilizem a candidatura ao benefício. Após a inscrição, as equipes de cadastro da Agehab avaliam as informações prestadas, validando ou negando a candidatura. A fase seguinte é de envio dos documentos que comprovam a situação do beneficiário.

Os recursos do Aluguel Social são provenientes do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege), coordenado pelo Gabinete de Políticas Sociais (GPS) da Governadoria, dentro do programa Goiás Social. O auxílio de R$ 350 é concedido pelo prazo de 18 meses. A meta do Governo de Goiás é alcançar pelo menos 40 mil famílias com o benefício até o final de 2022.


Serviço

Assunto: Inscrições para o Aluguel Social do Governo de Goiás abertas em Caldas Novas, Morrinhos, Porangatu e Quirinópolis

Onde: www.agehab.go.gov.br

Mais informações: @agehabgoias (redes sociais) ou (62) 3096-5050

Agência Goiana de Habitação (Agehab) – Governo de Goiás


Requisitos básicos

- Inscrição no CadÚnico no município do aluguel

- Ser maior de 18 anos ou emancipado

- Domicílio em município do aluguel de no mínimo 3 anos

Prioridades

- Pessoas e famílias com vulnerabilidade socioeconômica;

- Estudantes da Universidade Estadual de Goiás (UEG);

- Beneficiários do Programa Universitário do Bem (ProBem);

- Vítimas de violência doméstica e idoso em vulnerabilidade.

Requisitos específicos (Necessário atender ao menos um. Obrigatória comprovação com documento)

- Situação de moradia improvisada

- Ter perdido o financiamento imobiliário em virtude do não pagamento das parcelas

- Utilizar valor igual ou superior a 50% da renda ao custeio de aluguel ou estar com 75% da renda comprometida com endividamento

- Portador de deficiência ou tenha no núcleo familiar pessoa com deficiência – PCD

- Vítima de violência doméstica e familiar ou assistida por medida protetiva

- Família monoparental (somente pai ou mãe)

- Idoso

- Estudante universitário da UEG ou beneficiário do ProBem (frequência mínima de 75%)

- Ter renda familiar comprometida com dívidas formais, comprovado por pesquisa o SPC/SERASA

- Ser destinatário que tenha pleiteado a doação de imóvel de programa habitacional no Estado de Goiás com pedido pendente de apreciação

- Estar cadastrado em programas sociais do Estado de Goiás



Voltar ao topo